22/07/2024
Revistas e Livros
InícioDestaqueEspiritualidade Cristã, dentro de um contexto socio-cultural de violência urbana

Espiritualidade Cristã, dentro de um contexto socio-cultural de violência urbana


Neste artigo vamos escrever sobre o conceito de Profetismo no Antigo Testamento relacionando com um discurso contendo a essência da Espiritualidade Cristã, dentro de um contexto socio-cultural de grande violência urbana, cenário bem comum na nossa sociedade brasileira.

O sentido dessa mensagem e compreender que a expressão violência urbana alude a toda conduta humana no qual ofende a lei Deus por consequência da queda do homem além de desestabilizar a ordem pública. A Bíblia faz questão de registrar a violência humana durante toda a sua narrativa. A final, não é objetivo de Deus esconder a verdade ou falsear a história da humanidade.

E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.
Gênesis 6:5

Por amor à humanidade e pela sua infinita misericórdia Deus faz um plano de restauração de toda a sua criação, plano no qual submeteu o seu filho Jesus à maior de todas as violências: a morte, e morte de Cruz, para que o homem não necessita-se mais dessa mesma violência para seus fins últimos, afinal após esse sacrifício, Cristo já fez tudo por nós.  

O Brasil é um dos países com maior índice de criminalidade do mundo, com elevada taxa de homicídios, roubos, sequestros e outros atos criminosos, é nossos bairros/cidades são um reflexo desse cenário nacional. Algumas cidades se assemelham a Nínive: há derramamento de sangue e mortes, são repletas de roubo e violência.

Ai da cidade sanguinária, repleta de fraudes e cheia de roubos, sempre fazendo as suas vítimas! Naum 3:1

Nesse quadro avassalador, a população vive em estado de pânico, insegura e traumatizada com a bandidagem, a maioria das cidades brasileiras não são diferentes por isso precisamos entender os aspectos da empatia ao próximo e do amor de Cristo para conseguimos contornar essa situação, afinal aonde a luz as trevas se dissipam.

O meu mandamento é este: amem-se uns aos outros como eu os amei.
João 15:12.

A igreja brasileira precisa compreender que a situação do país está chegando a um nível insustentável e a compreensão do amor ao próximo e o arrependimento e o primeiro passo para podermos estabelecer um plano de melhora para essa nação

Mas, convertendo-se o perverso da perversidade que cometeu e praticando o que é reto e justo, conservará ele a sua alma em vida. Ezequiel 18:27

Como foi falado pelo profeta Ezequiel a conversão para o reto caminho e o primeiro passo e passo fundamental para conservamos a vida e a paz em qualquer ambiente.

Então entendendo o conceito acima para estabelecermos um plano de melhora para as condições do cenário nacional, estadual e municipal precisamos entender o papel do estado e o papel da igreja nesses ambientes e compreender a função de cada um dentro desse contexto. Para a manutenção da ordem pública o Estado tem sua função punitiva e de ordem estabelecida pela bíblia. Deus delegou ao governo civil a autoridade para punir aqueles que desrespeitam a lei.

Seja aos governantes, como por ele enviados para punir os que praticam o mal e honrar os que praticam o bem. 1 Pedro 2:14


Paulo diz que os magistrados são ministros de Deus, e apto para castigar os que fazem o mal
 
Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal. Romanos 13:4

Fica claro, à luz do texto bíblico, que somente o Estado, sob a autoridade divina, pode punir os malfeitores, o que contraria qualquer ideia de revanchismo, vingança privada e justiça feita com as próprias mãos.

Agora iremos observar o papel da igreja no Brasil ou em qualquer sociedade violenta. Os filhos de Deus têm condições suficientes de contribuir com o enfrentamento da violência urbana, valendo-se das ferramentas que Deus nos disponibilizou em sua Palavra, vamos observar como fazer isso.

Para restabelecermos a ordem nos nossos bairros e estados, e necessário criarmos uma boa sociedade do ponto de vista cristão, é necessário, em primeiro lugar, um firme sentimento do que é certo e errado e uma ousadia e determinação para colocar adequadamente em ordem a vida de alguém ou do próprio bairro.

A violência urbana da presente época deve-se em grande parte à desconstrução dos valores judaico-cristãos que serviram de base para a história da humanidade e aqui nesse país não é diferente. O cristianismo rejeita o relativismo pós-moderno e fornece ao homem uma lei moral absoluta estabelecida por Deus encontrada na sua palavra que nos permite fazer distinção entre o certo e o errado.

Na fé cristã, palavras e ações devem caminhar juntas. Logo, o agir cristão impactante no contexto das cidades e bairro, ação de melhora inicia-se com o envolvimento da igreja com a comunidade, famílias e escolas locais. A congregação dos crentes não pode viver separada do cotidiano e dos problemas que afetam o bairro e a cidade onde está instalada.

Por fim, e não menos importante, a igreja precisa ajudar às vítimas da violência presentes nesses contextos de violência. Como Jesus conta da parábola do bom samaritano em Lucas 10.37, a atuação do Bom Samaritano não se resumiu às palavras de apoio ao homem mas em uma atitude pratica de cuidado e amor. A Bíblia diz que ele “atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre o seu animal, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele”. Há muitos feridos e doentes nesse país atualmente. Cuidar dessas pessoas revela a nobreza do amor de Deus derramado em nossos corações.

Agora para concluirmos essa mensagem, vamos terminar com uma palavra de esperança cristã encontrada no profeta Habacuque.

17 Ainda que a figueira não floresça,
nem haja fruto na vide;
o produto da oliveira minta,
e os campos não produzam mantimento;
as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco,
e nos currais não haja gado,
18 todavia, eu me alegro no SENHOR,
exulto no Deus da minha salvação. Habacuque 3:17-18

Seremos cristãos problemáticos se não tivermos esperança, se não olharmos para um futuro. O cristão, e todo homem, precisa viver da esperança de um futuro melhor, livre do pecado estabelecido pela queda e ter em suas ações como se o mundo perfeito de Cristo já estivesse aqui presente e estabelecido.

Se perdermos esse objetivo, morreremos física e espiritualmente. Manter as esperanças nos planos divinos é primordial, ter a mentalidade que nossas ações e nossos atos de amor ao próximo melhoram toda a nossa sociedade e fundamental e ter essas atitudes por meio de fé. Com a consciência que Deus sempre está olhando por nós mesmo em tempos de dificuldades e desafios. A fé, esperança e o amor são conceitos fundamentais que necessitam ser aplicados para a nossa sociedade sair dessa condição violenta.


Autor: Euber Lucas

Biografia:

Bíblia NVI e ARA

LOPES, Augustus Nicodemus. O que estão fazendo com a igreja. São Paulo, Mundo Cristão, 2008

MILLARD, Erickson J. Introdução à Teologia Sistemática. [Trad. Lucy Yamakami]. São Paulo, Vida nova, 1997.

Artigo anterior
Próximo artigo
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Revistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com DeusRevistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com DeusRevistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com DeusRevistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com Deus

Artigos populares

Calendário Hebraíco

O Rei Leão – Review

A Grande Tribulação

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
plugins premium WordPress

Receba os estudos no seu celular

Entrar no Grupo para receber