16/06/2024
Revistas e Livros
InícioDestaqueA SEGUNDA VINDA DE CRISTO

A SEGUNDA VINDA DE CRISTO

Entenda o porque a Igreja estará na Grande Tribulação

Como pensavam os Reformadores e Pais da Igreja
Os grandes reformadores como: Lutero, Calvino, Zuínglio os irmãos Morávios, Wesley, nenhum deles acreditava, no arrebatamento secreto da Igreja, pelo contrário, todos falavam apenas de uma única e clara volta de Jesus que acontecerá em apenas um estágio e será visível e gloriosa em todo mundo. E não em um arrebatamento Pré- Tribulacionista,
sendo secreto que ninguém verá. Em nenhum momento a bíblia nem em textos gregos ou do antigo testamento, mostra a vinda do Senhor em Duas Fases, e nem a palavra FASE aparece na bíblia. Essa é uma criação teológica extremamente tardia do século XVIII

Enquanto o pós-Tribulacionismo é uma crença bem sedimentada pelo menos nos primeiros 4 séculos da igreja e depois na idade média. Somente no início do século 18 é que essa visão do fim se tornar popular através da chamada Bíblia Anotada de Scofild e outros evangelistas.

Quem era Scofield Cyrus Ingerson Scofield ?
foi um teólogo estadounidense, ministro religioso, e escritor cujo livro best-sellier, Bíblia de Referência Scofield, popularizou o futurismo e o dispensacionalismo entre os fundamentalistas cristãos.
O que é estranho é que uma doutrina tão nova, complexa e bem elaborada como essa e que seja supostamente bíblica, seja tão estranha na história do Cristianismo.

Porque o Pré Tribulacionismo insiste no Arrebatamento Secreto
Alguns pastores dizem que Deus precisa rar seu povo da terra antes que venha a Grande Tribulação, pois a história Sagrada afirma que em todos os tempos de Juízos Dívinos sobre as civilizações Deus sempre livrou seus fiéis:livrou Noé do Dilúvio, livrou a Ló da destruição
de Sodoma, livrou a Israel das 10 pragas que atribulavam o Egito e prometeu livrar a sua igreja na hora daquela tentação que há de vir sobre a terra. Porque guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro, para experimentar os que habitam sobre a terra.

Apocalipse 3:10 Guardar não é Retirar é Proteger
Guardar é Proteger, não significa retirar de um lugar para o outro, em nenhuma desses textos que citei acima Deus arrebatou seu povo para não sofrer o juízo, pelo contrário ele os protegeu mas não os tirou.

Oração Sacerdotal
Na oração Sacerdotal, Jesus mesmo orou ao Pai, não peço que os re do mundo mas que os livre do mal, João 17:15. Essa oração de Jesus aponta para o contexto imediato e profético, apontava também para a Grande Tribulação. Veja que Noé estava protegido dentro da Arca, mas permaneceu em meio ao dilúvio. Ló foi tirado pelos anjos, porém correndo em meio ao fogo que caia e ele não foi arrebatado secretamente, os Hebreus foram poupado das pragas do Egito, mas continuavam na terra de faraó enquanto as pragas caiam.
Não vemos na Bíblia Sagrada a volta de Jesus em dois estágios, um secreto e o outro visível. Em I Tessalonicenses 4:17 Paulo fala que seremos arrebatados para nos encontrarmos com o Senhor nas nuvens no céu, mas a palavra ARREBATADO não tem nenhuma conotação de ato secreto, nem em Português nem no Grego que foi a língua da época.

Veja que em Mateus 12:29 a palavra ARREBATAR têm seu sinônimo como ROUBAR. Ou como pode alguém entrar na casa do valente e ROUBAR-LHE os bens sem primeiro amarrá-lo? E, então, lhe saqueará a casa. Mateus 12:29 Se fosse algo secreto o Valente nem perceberia. Jesus está dizendo que vai amarrar o príncipe desse mundo fazendo uma conexão com Apocalipse, onde Satanás será amarrado e preso por 1.000 anos e Jesus
tomando posse do que é seu por direito, o Reino de Deus sobre a Terra. Agora céus e terra se unindo para um reinado que não passará. Porquê a Igreja passará pela Grande 1º Passar por Tribulações sempre foi uma experiência normal dos Cristãos do Período Bíblico, Paulo e Barnabé diz que por muitas tribulações nos importa entrar no reino de Deus. Atos 14:22. Em Romanos 5:3-4 E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; 4 e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança. Em Apocalipse 1:9 Eu, João, irmão vosso e companheiro na tribulação, no reino e na perseverança, em Jesus, achei-me na ilha chamada Patmos, por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus.

Em 1 Tessalonicenses 3:3, a fim de que ninguém se inquiete com estas tribulações. Porque vós mesmos sabeis que estamos designados para isto.

2.º A igreja sempre passou por experiência de tribulações e nas provações Deus exortou e corrigiu seu povo. Vemos no cativeiro Babilônico, no cativeiro Assírio, vemos com imperadores Romanos, com muçulmanos e vários grupos.

3º Tribulação dos Fins dos Tempos
Eu acredito que a Igreja passará pela Grande Tribulação porque alguns versículos Bíblicos assim afirma, tais como: Mateus 24:29-33 II Tessalonicenses 2:1-12 I João 2:18-22 Apocalipse 13:7-10

4º Essa era a crença normal das pessoas que pertenciam ao período dos pais da igreja – Patrística

A vinda de Cristo será como nos tempos de Noé Mateus 24:40-41 Então, dois estarão no campo, um será tomado, e deixado o outro; duas estarão trabalhando num moinho, uma será tomada, e deixada a outra. Esse versículo não afirma o arrebatamento secreto, por dois motivos. Essa passagem vem depois dos versos 30 e 31 que falam da visibilidade mundial da volta de Cristo. Portanto é depois da vinda gloriosa que esses textos tem lugar. Em segundo lugar a comparação que Jesus faz imediatamente antes é com o dilúvio. Ele fala assim como foi nos dias de Noé assim será a vinda do filho do homem. Nos dias de Noé os homens não perceberam até que veio o dilúvio e os levou a todos. Veja que os que foram levados pelo dilúvio são os que se perderam. Então Jesus conclui dizendo: Do mesmo modo em minha vinda, um será tomado e o outro deixado, ou seja um será levado como os antigos levados pelo dilúvio e o outro será poupado como poupada foi a família de Noé. A analise textual nos diz que os que são deixados são os que se salvam e os que são levados são os que se perdem. Estude com calma na sua casa, medite nessa passagem e você entenderá o que Cristo quis mostrar.

O que detém a Vinda do Senhor?
A manifestação do Anticristo, a grande Apostasia, e a Grande Tribulação daqueles dias como Paulo fala aos Tessalonicenses e Jesus em Mateus 24.Sem isso é impossível a volta do Senhor Jesus. A data e hora ninguém sabe, porém não é porque não sabemos o dia e a hora é que não saberemos distinguir os tempos, ora, se Jesus mesmo nos mostra os tempos é porque devemos nos atentar para o MOED de Deus. Os tempos determinados pelo Senhor. Não sabemos o dia que Ele vem mas sabemos o tempo ao qual Ele não vêm e com isso já é o suficiente para qualquer vento de doutrina não nos levar o entendimento e nos encher de preocupações. Sei que Ele não vêm agora pois o Anticristo não se manifestou, a grande Apostasia não encheu a terra, e a Grande Tribulação não está em curso.

Conclusão
Independente de sua interpretação ou sua teologia, uma coisa podemos afirmar com certeza. Jesus nos ama e prometeu voltar e nos levar para junto Dele, para que onde ele esteja nós estejamos também.

Artigo anterior
Próximo artigo
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Revistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com DeusRevistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com DeusRevistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com DeusRevistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com Deus

Artigos populares

Calendário Hebraíco

O Rei Leão – Review

A Grande Tribulação

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
plugins premium WordPress

Receba os estudos no seu celular

Entrar no Grupo para receber