16/06/2024
Revistas e Livros
InícioDestaqueO Dia do Senhor

O Dia do Senhor

Joel 2:1-2 – Tocai a trombeta em Sião e dai voz de rebate no meu santo monte; perturbem-se todos os moradores da terra, porque o Dia do SENHOR vem, já está próximo; dia de escuridade e densas trevas, dia de nuvens e negridão! Como a alva por sobre os montes, assim se difunde um povo grande e poderoso, qual desde o tempo antigo nunca houve, nem depois dele haverá pelos anos adiante, de geração em geração.

VERSO BASE

Joel 2:31-32 – O sol se converterá em trevas, e a lua, em sangue, antes que venha o grande e terrível Dia do SENHOR. E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo; porque, no monte Sião e em Jerusalém, estarão os que forem salvos, como o SENHOR prometeu; e, entre os sobreviventes, aqueles que o SENHOR chamar.

ANTES DO DIA DO SENHOR

Atos 2:20 é uma  passagem onde o apóstolo Pedro faz seu discurso em Jerusalém para uma multidão e apresenta os últimos dias anunciado pelos profetas.

Pedro fala do sol se escurecendo, a lua se tornando como sangue antes do grande e terrível Dia do Senhor. Pedro estava citando a profecia de Joel no captlitulo 2 de seu livro.

Existe uma unanimidade que Joel profetizou 400 anos antes de Jesus, logo após a volta do exílio Babilônico.

Essa profecia era uma anunciação da descida do Espírito Santo sobre toda a carne.

O QUE É O DIA DO SENHOR

O dia do Senhor é um termo bíblico para mostrar o julgamento e a justiça divina.

O PROFETA AMÓS CORRIGE UM ENTENDIMENTO ERRADO DO POVO DE ISRAEL

Amós 5:18-20 – Ai de vós que desejais o Dia do SENHOR! Para que desejais vós o Dia do SENHOR? É dia de trevas e não de luz. Como se um homem fugisse de diante do leão, e se encontrasse com ele o urso; ou como se, entrando em casa, encostando a mão à parede, fosse mordido de uma cobra. Não será, pois, o Dia do SENHOR trevas e não luz? Não será completa escuridão, sem nenhuma claridade?

Amós profetizou entre 760 e 750a.C décadas após o cativeiro Assírio durante o reinado de Jeroboão II no Reino do Norte (Israel) e de Uzias no Reino do Sul (Judá). Um período de muita prosperidade para Israel e Judá, pois, não havia mais a ameaça da Síria, que havia sido vencida pela Assíria, décadas antes.

O povo Judeu acreditava que o Messias viria para resolver os problemas políticos e o governamentais da sua época independente da fidelidade e da obediência do povo, mas estavam equivocados.

Portanto quando Lemos a carta do Profeta Amós fica claro que Deus Através do seu anjo (mensageiro) o profeta, diz ao povo que eles estavam ansiando pelo dia do Senhor erroneamente. Que o dia do Senhor é um dia de juízo e pranto. Ele também fala de julgamentos e destruição Joel 1:15-20; 2:1.

O DIA DO SENHOR NA ANTIGA ALIANÇA

O dia em que Deus julgava seu povo era chamado de dia do Senhor. Deus julgou os pecados do reino do Norte com o cativeiro Assírio e também julgou os pecados do reino do Sul com o cativeiro Babilônico.

Deus também julgou Jerusalém nos anos 70 depois de Cristo com a destruição de Jerusalém.

Mateus 23:37-39 – Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados! Quantas vezes quis eu reunir os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das asas, e vós não o quisestes! Eis que a vossa casa vos ficará deserta.

Como as profecias proféticas e escatológicas o dia do Senhor terá seu cumprindo máximo na volta de Jesus.

O DIA DO SENHOR É A SEGUNDA VINDA DE CRISTO

Na antiga aliança vemos o dia do Senhor como um dia de juízo e justiça onde Deus julgava os pecados do seu povo  veja por exemplo os exílios Assírios e Babilônicos. Mas quero lembra que muitas profecias possuem seu cumprimento histórico e também escatológico que apontam para o futuro.

Em outras palavras, o grande Dia do Senhor foi anunciado e tipificado em cada julgamento divino derramado nos tempos do Antigo Testamento, mas também é tipificado pelo julgamento futuro como vemos na escatologia.

O Novo Testamento afirma que o Dia do Senhor é o dia da segunda vinda de Cristo, e traz a frase “Dia do Senhor Jesus Cristo” (cf. 1 Coríntios 1:8; 5:5; Filipenses 1:6-10; 2:16; 2 Tessalonicenses 2:2; 2 Pedro 3).

O DIA DO SENHOR NA NOVA ALIANÇA

Chegamos na nova aliança e ela também fala do juízo e da esperança de redenção no Dia do Senhor (cf. 1 Coríntios 5:5). Paulo fala que o Dia do Senhor virá de forma inesperada para os incrédulos, mas não surpreenderá os crentes genuínos (1 Tessalonicenses 5:1-10; cf. 2 Pedro 3:10).

Ele chega a dizer que somos filhos da luz e não das trevas por isso aquele dia não nos pegará de surpresa.

SINAIS QUE ANTECEDEM O DIA DO SENHOR

Como os dias de Noé, aumento da iniquidade e imoralidade Mateus 24:37-39

Como nos dias de Ló, comiam bebiam, casavam e davam-se a casamentos, indiferença ao dia da expiação. Lucas 17:28-30

Quando disserem a paz e segurança 1 Tessalonicenses 5:3

Quando verem a abominação desoladora de que falou o profeta Daniel Mateus 24:15 e 2 Tessalonicenses 2:2-4

Aqui é a profanação do templo o coração e a mente do homem serão pervertida pelo anticristo

O sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento, e os poderes dos céus serão abalados. Mateus 24:29

A grande apostasia chegou no seu ápice

A parábola da figueira: quando já os seus ramos se renovam e as folhas brotam, sabeis que está próximo o verão…Mateus 24:32-34

O último é grande avivamento chegou as últimas chuvas caem sobre as testemunhas de Cristo.

O DIA DO SENHOR NA MINHA VIDA

No dia do Senhor Deus vai julgar cada um segundo suas obras Romanos 2:6-8

Deus cobrará de cada um o que fez com o corpo e vida que Ele entregou a você.

2 Coríntios 5:10 Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.

É o tempo de separar joio e trigo, bodes de ovelhas, recolher todos que praticam a iniquidade galardoar justos e punir ímpios.

Portanto amado irmãos tenha em mente que a perseverança dos santos é o que nos mantém vivos na fé em Cristo e assim nos movemos na prática de boas obras servindo ao ofício ao qual fomos chamados que é uma vida de sacerdócio

APLICAÇÃO MORAL DO DIA DO SENHOR

Segundo Wayne Grudem em sua teologia Sistemática segunda edição atualizada de 2022, páginas 1528 e 1529.

A doutrina do juízo final exerce várias influências morais positivas sobre nossa vida.

  • Ela satisfaz nosso senso interior de justiça no mundo
  • Ela capacita-nos a perdoar os outros
  • Ela nos motiva a vivermos uma vida justa
  • Ela motiva o Evangelismo

E por fim a doutrina do juízo de Deus nos mostra que as decisões tomadas nesta vida presente influenciarão o destino por toda a eternidade.

De Gênesis ao Apocalipse a bíblia nos traz o chamado de Deus para o arrependimento

Quero encerrar esse estudo com o chamado de Deus ao seu povo pelo profeta Ezequiel, Ez 33: 11  convertei-vos, convertei-vos dos seus maus caminhos porque morrereis, ó casa de Israel.

Deus abençoe você  e até o próximo Papo com Deus

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Revistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com DeusRevistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com DeusRevistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com DeusRevistas Ilustradas de Estudos Bíblicos do Papo com Deus

Artigos populares

Calendário Hebraíco

O Rei Leão – Review

A Grande Tribulação

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
plugins premium WordPress

Receba os estudos no seu celular

Entrar no Grupo para receber